Festas Judaicas - Daniel Alves Pena

Assista o novo vídeo de Daniel Alves Pena - [Fechar o vídeo]

Headlines News :
Home » » Festas Judaicas

Festas Judaicas

Postado por Daniel Pena em quarta-feira, 26 de setembro de 2012 | 16:27

As festas Judaicas são celebradas em Israel oficialmente e nacionalmente, e dias de descanso são marcados de acordo com as mesmas. O Judaísmo possui seu próprio calendário, o Calendário Judaico que têm 12 meses lunares baseados nos ciclos da Lua. O mês Hebreu começa com o aparecimento da primeira Lua nova, o 15º dia do mês é quando a Lua está cheia e o mês termina quando a Lua desaparece (mais importante que o seu reaparecimento).

As festividades Judaicas, algumas muito antigas, são baseadas nas estações do ano e marcam um ciclo na agricultura. Um calendário baseado no aparecimento da Lua nova, entretanto não é compatível com o ciclo natural de 365 dias do ano (a duração de tempo que a Terra leva para completar uma volta inteira ao redor do Sol). Por isso um sistema foi desenvolvido para sincronizar os meses lunares com o ano solar. Desde os primórdios da tradição Judaica, o costume de um ano bissexto foi instituído. A cada dois ou três anos, baseado em cálculos precisos, um ano terá 13 meses ao invés de 12, porém mantendo a sincronia entre o sistema de meses lunar (e das festividades judaicas) e as estações do ano. O “salto” – ou duplicação – do mês acontece sempre no mês de Adar, o sexto mês do calendário judaico (aproximadamente em Março-início de Abril).

Diferentemente do calendário Gregoriano, onde os dias são contados a partir da meia-noite de uma noite até a meia-noite da noite seguinte, os dias no calendário Judaico são contados a partir do pôr do sol de um dia até o pôr do sol do dia seguinte. O Shabat, porém, começa na sexta-feira à noite, e é chamado de Erev Shabat, o comércio em Israel fecha cedo às sextas-feiras à tarde. O Shabat termina no sábado à noite, e é chamado de Motsa’ei Shabat. As festividades Judaicas similarmente começam e terminam à noite.

Algumas das festividades em Israel são festas religiosas ligadas ao Judaismo, enquanto outras são feriados nacionais, ligados à história do Estado desde a sua fundação. As festas religiosas são normalmente celebradas em família ou em comunidades, onde cada um dos muitos grupos étnicos judeus em Israel observa seus próprios costumes, juntamente com as leis Judaicas de cada festa. Judeus Religiosos observam as festas de acordo com as longas tradições, que geralmente inclui preces especiais. Judeus laicos também observam estas festas, mas ao longo dos anos, cada família ou comunidade social desenvolveu costumes diferentes, que normalmente incluem grandes jantares em família.

O ciclo das festividades Judaicas começa em Rosh Hashaná, o Ano Novo Judaico, no mês hebreu de Tishrei, que normalmente coincide com o final do mês de Setembro e início de Outubro. Rosh Hashaná é seguido por Yom Kipur (Dia da Expiação) e Sucot (Festa das Cabanas). Durante cada uma dessas festividades existem dias sagrados, onde departamentos governamentais e o comércio em geral ficam fechados. Os Isralenses tendem a chamar Tishrei de “o período de feriados” e usam os dias de descanso para sairem de férias. Com muita freqüência assuntos importantes são postergados até “depois dos feriados”. Os visitantes a Israel devem levar em consideração que alguns setores do comércio ficarão fechados por muitos dias durante este período, e os hotéis e os locais mais procurados para férias estarão lotados de Israelenses em férias.

O Segundo período de férias no calendário Judaico é na primavera, quando as festividades de Purim, Pessach (Passagem), e o Dia da Independência são observados, nos meses hebreus de Adar, Nissan e Iyar, que correspondem a Março, Abril e Maio. Durante Pessach, muitos estabelecimentos comerciais ficam fechados, e muitos dias sem trabalhar possibilitam aos Israelenses saírem de ferias.

Finalmente, outro período de férias que não tem nada a ver com o Calendário Judaico são as férias escolares – Julho e Agosto. Durante esse meses, e particularmente em Agosto, muitos estabelecimentos e escritórios ficam fechados por uma semana ou duas e todos ou a maioria dos trabalhadores saem para suas férias anuais com suas famílias, dentro de Israel ou fora do País.

Rosh Hashaná
Rosh Hashaná, a festividade que marca o início do ano Judaico, acontece no mês hebreu de Tishrei, que coincide com o final de Setembro e início de Outubro….. mais sobre Rosh Hashaná

Yom Kippur
Yom Kippur, Dia da Expiação, é a festividade mais sagrada e mais importante no Judaísmo. É um dia de jejum e preces que é celebrado no 10º dia do mês hebreu de Tishrei, 10 após Rosh Hashaná, o Ano Novo Judaico.......... mais sobre Yom Kippur

Sucot
Sucot, ou Festa das Cabanas, é a terceira festividade no mês hebreu de Tishrei, e é um dos mais importantes feriados Judaicos. Sucot é uma das três festas de peregrinação,em que todo o Povo Judeu vinha a Israel na Antiguidade, quando o Templo Sagrado estava lá e ofereciam animais e cereais em sacrifício. Sucot é uma festividade particularmente alegre que combina religiosidade com elementos agrícolas….. mais sobre Sucot

Chanucá
Diferente da maioria das festividades Judaicas, a origem de Chanuka não é na Bíblia, mas em eventos que aconteceram mais tarde. Esta é uma festa que tem a duração de oito dias e começa no 25º dia….. mais sobre a Chanucá

Tu BiShvat
Essa festa não tem sua origem na Bíblia mas na Mishná, que foi escrita no início do século 3 da Era Comum. É fundamentalmente uma festa agrícola, como fica evidenciado pelo seu outro nome, Ano Novo das Árvores..... mais sobre Tu BiShvat 
Purim
Purim é um dos mais alegres e festivos feriados na tradição Judaica, um feriado cujos preceitos religiosos incluem ficar alegre, e até mesmo ficar ébrio. Essa é uma festividade que permite até mesmo aos mais sérios estudiosos da Torá se deixarem levar pelo espírito de diversão, e aproveitar a atmosfera festiva..... mais sobre Purim

Pessach
Pessach, ou Páscoa, é a maior festividade na tradição Judaica, é uma das três festividades de peregrinação, juntamente com Sucot e Shavuot. Nestas festas todo o Povo Judeu vinha a Jerusalém na Antiguidade quando o Templo Sagrado estava lá e ofereciam animais e cereais em sacrifício. Desde a destruição do Templo algumas das tradições festivas ainda são mantidas sem a peregrinação e os sacrifícios, e muitas novas tradições foram acrescentadas.... mais sobre Pessach

Dia da Recordação do Holocausto
Yom Hasho’a, Dia da Recordação do Holocausto e Heroísmo em Israel, acontece no 27º dia de Nissan (perto do final de Abril e início de Maio), uma semana depois de Pessach (Páscoa)..... mais sobre Yom Hasho'a

Yom Hazikaron – Dia da Recordação dos Caídos nas Batalhas
Yom Hazikaron, Dia da Recordação dos Caídos nas Batalhas de Israel e vítimas do terrorismo é marcado todos os anos no 4º dia de Iyar (perto do final de Abril ou começo de Maio), uma semana após o Dia da Recordação do Holocausto e duas semanas depois de Pessach (Páscoa).... mais sobre Yom Hazikaron

Dia da Independência – Yom Ha’atsma’ut
O Dia da Independência, feriado nacional em Israel, marca a declaração da Independência com o fim do Mandato Britânico. É o único feriado completo no calendário decretado por lei sem a tradição de centenas ou milhares de anos.... mais sobre Yom Ha'atsma'ut

Dia de Jerusalém
O Dia de Jerusalém é um feriado nacional que marca a libertação da cidade e sua reunificação após da Guerra dos Seis Dias. O dia é celebrado no 28º dia de Iyar (geralmente da metade de Maio até o fim do mês), o dia em que os soldados Israelenses libertaram a parte Oriental da cidade em 1967.... mais sobre Dia de Jerusalém

Lag ba-Omer
Lag ba-Omer é no 33º dia da contagem de Omer, que começa na segunda noite de Pessach e termina em Shavuot. A contagem do Omer é um ritual que data da antiguidade, quando o Templo Sagrado era em Jerusalém (Veja Shavuot)…. mais sobre Lag ba-Omer

Shavuot
Shavuot, a Festa das Semanas, é uma das três festividades de peregrinação, juntamente com Pessach e Sucot. Nessas festas todo o Povo Judeu vinha a Jerusalém na Antiguidade quando o Templo Sagrado estava lá e ofereciam animais e cereais em sacrifício... mais sobre Shavuot

Tisha B’Av

Um dia de luto marcado pela destruição do Primeiro Templo, destruído em 586 AC por Nabucodonosor, Rei da Babilônia, e a destruição do Segundo Templo, destruído no ano 70 AC por Titus, Imperador de Roma. Essa data também marca o início da expulsão dos Judeus da Espanha em 1942, por ordem da Monarquia Espanhola…..... mais sobre Tisha B'Av
Share this article :

0 comentários:

Acompanhe no Facebook

Postagens Recentes

Autoridade Espiritual

Autoridade espiritual não é algo imputada a alguém, é alguma coisa que se reconhece em alguém, que tem por causa da sua coerência de existência na palavra. Por causa da sua intrepidez na fé, na sua sinceridade no serviço a Deus e ao próximo. Sem isso não adiante ser PHD ou qualquer outro coisa.

Fale com o autor do blog

Original Bíblico para Pesquisas

A Restauração não começou em 1962

CURIOSIDADES SOBRE O VÉU

SAIBA COMO FOI

Nosso Ranking do Brasil

e-clipping sobre Daniel Alves Pena

MENSAGENS

Translate

Receba novos artigos por Email

Inscreva-se em meu Canal no You Tube

A DOUTRINA BÍBLICA DO USO DO VÉU

Pentecostal?

Quantidade de visitas até o momento

Visitantes lendo o Blog agora

Pesquisar neste blog

Código Penal - Decreto-lei 2848/40

Decreto-lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

TOLERANDO A GENTE SE ENTENDE

Clique AQUI e saiba porque

ISSO NÃO SÃO LÍNGUAS ESTRANHAS

CONHEÇA A HISTÓRIA DA OBRA

Clique na imagem para ampliar

Ajuste de Conduta - Magno Malta

Anúncios AdSense

Pois muitos andam entre nós evangélicos

Intolerância Religiosa

LinkWithin

União de Blogueiros Evangélicos

 
Copyright © 2013. Daniel Alves Pena - All Rights Reserved
Template Adpted by Daniel Pweb Published by Daniel Pena
Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa, esses, nada me acrescentaram,antes, pelo contrário, (Gálatas 2.6)