Rosh Hashaná - Daniel Alves Pena

Assista o novo vídeo de Daniel Alves Pena - [Fechar o vídeo]

Headlines News :
Home » » Rosh Hashaná

Rosh Hashaná

Postado por Daniel Pena em quarta-feira, 26 de setembro de 2012 | 13:24

O mês de Tishrei é o sétimo no calendário judaico. Isso pode parecer estranho, pois Rosh Hashaná, o Novo Ano, é no primeiro e segundo dia de Tishrei. A razão é que a Torá fez o mês de Nissan o primeiro do ano, para enfatizar a importância histórica da libertação do Egito, que aconteceu no décimo quinto dia daquele mês, e que assinalou o nascimento de nossa nação.
Entretanto, de acordo com a tradição, o mundo foi criado em Tishrei, ou mais exatamente, Adam (Adão) e Chava (Eva) foram criados no primeiro dia de Tishrei, que foi o sexto dia da Criação, e é a partir deste mês que o ciclo anual se inicia. Por isso, Rosh Hashaná é celebrado nesta época.
Há doze meses no ano, e há doze Tribos em Israel. Cada mês do ano judaico tem sua Tribo representativa. O mês de Tishrei é o mês da Tribo de Dan. Isto tem um significado simbólico, pois quando Dan nasceu, sua mãe Lea disse: "D'us julgou-me e também atendeu à minha voz." Dan e Din (Yom HaDin, Dia do Julgamento) são ambos derivados da mesma raiz, simbolizando que Tishrei é a época do Julgamento Divino e do perdão. Similarmente, cada mês do calendário judaico tem seu signo no Zodíaco (em hebraico mazal). O mazal de Tishrei é a Balança. Este é o símbolo do Dia do Julgamento, quando D'us pesa as boas e as más ações do ser humano.
Embora cada Lua Nova seja anunciada e abençoada na sinagoga no Shabat que a precede, a Lua Nova de Tishrei não é anunciada nem abençoada, pois o próprio D'us a abençoa. O aspecto místico de Rosh Hashaná é indicado nas Escrituras: "Soe o shofar na Lua Nova, em ocultamento do dia de nossa festa."
Satan, o Acusador, não deve perceber a chegada de Rosh Hashaná, o Dia do Julgamento. Esta é também uma das razões pelas quais a Lua Nova não é mencionada nas preces de Rosh Hashaná. É também um dos motivos pelos quais a primeira porção do livro Bereshit da Torá não é lida em Rosh Hashaná, embora seja apropriado lê-la, pois Rosh Hashaná é o aniversário do Homem, quando Adam foi criado.
Shofar em Jerusalem
O primeiro dia de Tishrei, que é o primeiro dia de Rosh Hashaná, jamais pode cair num domingo, quarta ou sexta-feira. Historicamente, entretanto, o primeiro Rosh Hashaná foi numa sexta-feira, o sexto dia da Criação. Neste dia, D'us criou os animais dos campos e das selvas, e todos os animais rastejantes e insetos, e finalmente - o homem. Assim, quando o homem foi criado, encontrou tudo pronto para ele.
Nossos sábios viram nisso a ordem da Criação, como a consideração do bom anfitrião que, antes de convidar um hóspede de honra, coloca a casa em ordem, prepara as lâmpadas mais brilhantes, uma refeição deliciosa, etc., para que seu convidado encontre tudo preparado. Mas também vêem nisto uma profunda lição: se o homem é merecedor, é tratado como um convidado de honra; se não o merece, dizem-lhe: "Não fique orgulhoso de si mesmo; até um inseto foi criado antes de você!"

Costumes da Festividade

Reza -Judeus religiosos participam dos serviços prolongados nas sinagogas, e repetem rezas especiais e músicas litúrgicas que variam de um grupo étnico para outro.

Slichot – Rezas especiais de penitência – Durante a semana (ou mês, dependendo do grupo étnico) antes de Rosh Hashaná  existem 3 rezas especiais de “slichot”, que pedem por perdão e expressam remorso e arrependimento.
 
O toque do shofar (chifre de carneiro)  - Em Rosh Hashaná 100(ou 101, dependendo da tradição étnica) toques do shofar são ouvidos nas sinagogas em grupos de um, três e nove sopros. O toque do shofar tem a intenção de simbolizar a soberania de Deus sobre o mundo, relembrar os Judeus sobre os dez mandamentos dados no Monte Sinai, da devoção de Abraão e Isaac a Deus, despertar as pessoas para o arrependimento e anunciar o Dia do Julgamento e da chegada do Messias.Quando o primeiro dia de Rosh Hashaná é no Shabat, o shofar é tocado somente no segundo dia.
 
Maçã e mel – Na refeição da noite de Rosh Hashaná é costumeiro comer uma maçã mergulhada no mel entre outros pratos  doces para simbolizar um ano novo doce.
 
Tashlich – Na tarde de Rosh Hashaná é costumeiro andar até um rio ou margem de um lago ou a qualquer outro local de água aberto, sacudir os bolsos e simbolicamente  arremessar seus pecados para dentro da água, Se você vier a Israel neste período, vale a pena ir ver os Judeus realizando este costume.Quando o primeiro dia de Rosh Hashaná coincide com o Shabat, o Tashlich é feito no segundo dia.
 
Cumprimentos de Ano Novo – Até alguns anos atrás, Judeus em Israel (e arredor do mundo)  costumavam mandar cartões de “Shaná Tová” a seus amigos e parentes desejando a eles saúde, felicidades e prosperidade no ano vindouro. Hoje em dia este costume quase desapareceu uma vez que a maioria prefere usar o telefone ou mandar um e-mail. De um jeito ou de outro, é costumeiro, os Judeus desejarem a todos que encontram durante o período de Ano Novo um “Shaná Tová” – bom ano novo.
 
Refeições  da Festividade – Até mesmo os Judeus laicos que não vão às sinagogas tem uma refeição festiva na noite de Rosh Hashaná, com um bom vinho, maçã  mergulhada em mel e outros pratos doces. É costumeiro comer romãs, como símbolo de um ano fértil, a cabeça de um peixe, simbolizando o desejo de manter–se à frente e outras comidas simbólicas.
Share this article :

0 comentários:

Acompanhe no Facebook

Postagens Recentes

Autoridade Espiritual

Autoridade espiritual não é algo imputada a alguém, é alguma coisa que se reconhece em alguém, que tem por causa da sua coerência de existência na palavra. Por causa da sua intrepidez na fé, na sua sinceridade no serviço a Deus e ao próximo. Sem isso não adiante ser PHD ou qualquer outro coisa.

Fale com o autor do blog

Original Bíblico para Pesquisas

A Restauração não começou em 1962

CURIOSIDADES SOBRE O VÉU

SAIBA COMO FOI

Nosso Ranking do Brasil

e-clipping sobre Daniel Alves Pena

MENSAGENS

Translate

Receba novos artigos por Email

Inscreva-se em meu Canal no You Tube

A DOUTRINA BÍBLICA DO USO DO VÉU

Pentecostal?

Quantidade de visitas até o momento

Visitantes lendo o Blog agora

Pesquisar neste blog

Código Penal - Decreto-lei 2848/40

Decreto-lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

TOLERANDO A GENTE SE ENTENDE

Clique AQUI e saiba porque

ISSO NÃO SÃO LÍNGUAS ESTRANHAS

CONHEÇA A HISTÓRIA DA OBRA

Clique na imagem para ampliar

Ajuste de Conduta - Magno Malta

Anúncios AdSense

Pois muitos andam entre nós evangélicos

Intolerância Religiosa

LinkWithin

União de Blogueiros Evangélicos

 
Copyright © 2013. Daniel Alves Pena - All Rights Reserved
Template Adpted by Daniel Pweb Published by Daniel Pena
Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa, esses, nada me acrescentaram,antes, pelo contrário, (Gálatas 2.6)