Pastores evangélicos gays poderão dividir as casas paroquiais com seus parceiros - Daniel Alves Pena

Assista o novo vídeo de Daniel Alves Pena - [Fechar o vídeo]

Headlines News :
Home » » Pastores evangélicos gays poderão dividir as casas paroquiais com seus parceiros

Pastores evangélicos gays poderão dividir as casas paroquiais com seus parceiros

Postado por Daniel Pena em sexta-feira, 26 de novembro de 2010 | 19:23

Fonte Click PB – 17h13 Quinta-Feira, 25 de Novembro de 2010
Pastores evangélicos gays poderão dividir as casas paroquiais com seus parceiros na região da Bavária, na Alemanha. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (25) em uma reunião dos líderes da Igreja Evangélica Alemã (EKD) local.
O sínodo da EKD, a mais importante federação protestante da Alemanha, que reúne 22 igrejas luteranas e calvinistas, aprovou a medida com 98 votos a favor, cinco contra e cinco abstenções.
Segundo o bispo Johannes Friedrich, a EKD seguiu a recomendação de uma decisão anterior, do Conselho Evangélico da Baviera.
A partir de agora, os pastores homossexuais e as pastoras lésbicas poderão solicitar permissão à Igreja Evangélica para dividir as casas paroquiais com seus respectivos companheiros e companheiras.
A hierarquia eclesiástica decidirá cada caso individualmente, analisando se a convivência comum não afetará o trabalho pastoral do sacerdote.
A Igreja Evangélica Alemã deixa nas mãos das igrejas regionais a decisão sobre a convivência dos casais homossexuais, por isso a regra varia entre as regiões da Alemanha.
O caso da Baviera é especialmente chamativo, porque é considerada a região mais conservadora da Alemanha. Atualmente, o país conta com mais de 24 milhões fiéis evangélicos.
Baviera permite que sacerdotes gays morem com companheiros
Fonte Terra – 25 de novembro de 2010 • 16h31 • atualizado às 16h41
Os sacerdotes evangélicos homossexuais do Estado alemão da Baviera poderão conviver nas casas paroquiais com seus parceiros, decidiu nesta quinta-feira a maioria absoluta do sínodo da Igreja Evangélica local.
A reunião aprovou a medida com 98 votos a favor, cinco contra e cinco abstenções, seguindo assim a recomendação prévia emitida pelo Conselho Evangélico do Estado da Baviera, informou o bispo Johannes Friedrich.
Assim, a partir de agora, os pastores homossexuais e as pastoras lésbicas poderão solicitar permissão à Igreja evangélica para compartilhar as dependências paroquiais com seus respectivos companheiros e companheiras.
A hierarquia eclesiástica decidirá cada caso individualmente, analisando se a convivência comum não afetará o trabalho pastoral do sacerdote.
A Igreja Evangélica Alemã deixa nas mãos das Igrejas regionais a decisão sobre a convivência dos casais homossexuais, por isso a regra varia entre os estados da Alemanha.
O caso da Baviera é especialmente chamativo, porque é considerado a região mais tradicionalista da Alemanha. Atualmente, o país conta com mais de 24 milhões fiéis evangélicos.
Share this article :

0 comentários:

Acompanhe no Facebook

Postagens Recentes

Autoridade Espiritual

Autoridade espiritual não é algo imputada a alguém, é alguma coisa que se reconhece em alguém, que tem por causa da sua coerência de existência na palavra. Por causa da sua intrepidez na fé, na sua sinceridade no serviço a Deus e ao próximo. Sem isso não adiante ser PHD ou qualquer outro coisa.

Fale com o autor do blog

Original Bíblico para Pesquisas

A Restauração não começou em 1962

CURIOSIDADES SOBRE O VÉU

SAIBA COMO FOI

Nosso Ranking do Brasil

e-clipping sobre Daniel Alves Pena

MENSAGENS

Translate

Receba novos artigos por Email

Inscreva-se em meu Canal no You Tube

A DOUTRINA BÍBLICA DO USO DO VÉU

Pentecostal?

Quantidade de visitas até o momento

Visitantes lendo o Blog agora

Pesquisar neste blog

Código Penal - Decreto-lei 2848/40

Decreto-lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

TOLERANDO A GENTE SE ENTENDE

Clique AQUI e saiba porque

ISSO NÃO SÃO LÍNGUAS ESTRANHAS

CONHEÇA A HISTÓRIA DA OBRA

Clique na imagem para ampliar

Ajuste de Conduta - Magno Malta

Anúncios AdSense

Pois muitos andam entre nós evangélicos

Intolerância Religiosa

LinkWithin

União de Blogueiros Evangélicos

 
Copyright © 2013. Daniel Alves Pena - All Rights Reserved
Template Adpted by Daniel Pweb Published by Daniel Pena
Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa, esses, nada me acrescentaram,antes, pelo contrário, (Gálatas 2.6)