Pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma… - Daniel Alves Pena

Assista o novo vídeo de Daniel Alves Pena - [Fechar o vídeo]

Headlines News :
Home » » Pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma…

Pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma…

Postado por Daniel Pena em sábado, 24 de abril de 2010 | 21:53









Quando alguém, fala sobre uma pessoa com idéia concebida normalmente passamos a criar uma imagem da pessoa citada baseado nas palavras ouvidas onde os adjetivos e substantivos passam a ser os construtores da personalidade do ser que nunca vimos, mas já criamos um arquivo em nosso cérebro de quem é o ser citado.

Criamos um ser em nosso entendimento que passa a existir em nosso consciente e a partir dai podemos criar repulsa ou admirar uma pessoa.
Na maioria das vezes ao encontrarmos com a pessoa citada e criada em nossa mente nos decepcionamos com ela por culpa de nossa expectativa que a pessoa nunca disse ser capaz de suprir.

É difícil formar uma opinião e tomar decisões diante de um "acontecimento" com idéias formadas sobre o assunto.
Para podermos tomar decisões acertadas devemos reaprender a ouvir desprovido de conceitos ou preconceitos estabelecidos em que entendemos como ser o certo.

Isso acontece quando uma pessoa vai a uma igreja e lá alguém diz que Deus é o dono da prata de do ouro e por esse motivo ele não pode aceitar estar desempregado ou ganhar pouco.
Dizem que Deus vai operar o milagre da prosperidade que não podemos nos conformar com as situações atuais que alguns se encontram.
Pasmo diante desses preceitos que criam uma idéia de Deus bem diferente do que a Bíblia nos ensina.
Genesis 3
17 E ao homem disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei dizendo: Não comerás dela; maldita é a terra por tua causa; em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida.
18 Ela te produzirá espinhos e abrolhos; e comerás das ervas do campo.
19 Do suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, porque dela foste tomado; porquanto és pó, e ao pó tornarás.

O que passamos a sofrer após o pecado não é culpa de Deus , quem somos nos para aceitar ou dizer - Eu não aceito isso, eu não aceito aquilo.
Que me desculpem os que pregam a prosperidade como prioridade com a caderneta celestial, mas não é bem por ai.

Podemos ser prospero sim, mas não da forma como muitos tem dito por ai.

“E, vendo Jesus que ele ficara muito triste, disse: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas! Porque é mais fácil entrar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus.” Lc 18.24,25

- A Bíblia identifica a busca insaciável e avarenta pelas riquezas como idolatria, a qual é demoníaca (cf. 1Co 10.19,20; Cl 3.5). Por causa da influência demoníaca associada à riqueza, a ambição por ela e a sua busca freqüentemente escravizam as pessoas (cf. Mt 6.24).

- As riquezas são, na perspectiva de Jesus, um obstáculo, tanto à salvação como ao discipulado (Mt 19.24; 13.22). Transmitem um falso senso de segurança (12.15ss.), enganam (Mt 13.22) e exigem total lealdade do coração (Mt 6.21). Quase sempre os ricos vivem como quem não precisa de Deus. Na sua luta para acumular riquezas, os ricos sufocam sua vida espiritual (8.14), caem em tentação e sucumbem aos desejos nocivos (1Tm 6.9), e daí abandonam a fé (1Tm 6.10). Geralmente os ricos exploram os pobres (Tg 2.5,6). O cristão não deve, pois, ter a ambição de ficar rico (1Tm 6.9-11).
Não predendo com isso dizer que temos que ser pobres, apenas quero informar que não pode ter a riqueza como prioridade em nossa caminhada evangélica.

"pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma..."
A igreja de Laodicéia se comportava com grande altivez, com dura cerviz, elogiando-se e engrandecendo-se a si mesma, esquecendo-se de João 15:5
Share this article :

0 comentários:

Acompanhe no Facebook

Postagens Recentes

Autoridade Espiritual

Autoridade espiritual não é algo imputada a alguém, é alguma coisa que se reconhece em alguém, que tem por causa da sua coerência de existência na palavra. Por causa da sua intrepidez na fé, na sua sinceridade no serviço a Deus e ao próximo. Sem isso não adiante ser PHD ou qualquer outro coisa.

Fale com o autor do blog

Original Bíblico para Pesquisas

A Restauração não começou em 1962

CURIOSIDADES SOBRE O VÉU

SAIBA COMO FOI

Nosso Ranking do Brasil

e-clipping sobre Daniel Alves Pena

MENSAGENS

Translate

Receba novos artigos por Email

Inscreva-se em meu Canal no You Tube

A DOUTRINA BÍBLICA DO USO DO VÉU

Pentecostal?

Quantidade de visitas até o momento

Visitantes lendo o Blog agora

Pesquisar neste blog

Código Penal - Decreto-lei 2848/40

Decreto-lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

TOLERANDO A GENTE SE ENTENDE

Clique AQUI e saiba porque

ISSO NÃO SÃO LÍNGUAS ESTRANHAS

CONHEÇA A HISTÓRIA DA OBRA

Clique na imagem para ampliar

Ajuste de Conduta - Magno Malta

Anúncios AdSense

Pois muitos andam entre nós evangélicos

Intolerância Religiosa

LinkWithin

União de Blogueiros Evangélicos

 
Copyright © 2013. Daniel Alves Pena - All Rights Reserved
Template Adpted by Daniel Pweb Published by Daniel Pena
Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa, esses, nada me acrescentaram,antes, pelo contrário, (Gálatas 2.6)