Os que parecem ser alguma coisa, nada me acrescentam - Daniel Alves Pena

Assista o novo vídeo de Daniel Alves Pena - [Fechar o vídeo]

Headlines News :
Home » » Os que parecem ser alguma coisa, nada me acrescentam

Os que parecem ser alguma coisa, nada me acrescentam

Postado por Daniel Pena em segunda-feira, 19 de setembro de 2011 | 03:37


É muito mais fácil lidar com proibição do que com a libertação.
Ensinar da trabalho e pensando assim alguns optam em apenas proibir, sem conhecimento de causa.
Quando se proíbe com regras externas criamos um povo metódico e cheio de vícios degenerativos que acabam ficando no exterior do corpo não atingindo seu auto grau de restauração.

Uma boa parte seguem por obediência e não porque que entenderam a doutrina, são incautos e carecem de esclarecimentos.
Precisamos plantar árvores com raízes profundas, do contrário os frutos futuros serão ruins.

Restauração não é proibição e sim liberdade, o problema é saber lidar com essa liberdade.
Hoje a maioria se preocupa mais na manutenção destas regras do que esclarecer o interior com a verdade que liberta, sim liberta.

O Evangelho que pregamos precisa ser rico de conteúdo. E esse conteúdo precisa ser bíblico
Gálatas 5: 13
"13 Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Mas não useis da liberdade para dar ocasião à carne, antes pelo amor servi-vos uns aos outros."
O apóstolo Paulo falando sobre a lei Mosaica deixou-nos uma frase bem propicia para os dias de hoje."Mas não useis da liberdade para dar ocasião à carne"

Libertar de nós mesmos, nossos desejos, nossos orgulhos, nossas avarezas e nossa religiosidade exacerbada que faz de certa forma em alguns segmentos a chamada separação.

Não que eu seja contra as regras, pelo contrário as sigo e sei que muitas delas são para nossa saúde espiritual e vivencia neste mundo degenerado.
O cristão não pode e nem deve acompanhar a evolução da moda em alguns casos devido a exposição cada vez maior da sensualidade o que não nos é favorável, pelo menos para os que almejam a santificação (Separação deste mundo)

Gálatas 2
"1 Depois, passados catorze anos, subi outra vez a Jerusalém com Barnabé, levando também comigo a Tito.
2 E subi devido a uma revelação, e lhes expus o evangelho que prego entre os gentios, mas em particular aos que eram de destaque, para que de algum modo não estivesse correndo ou não tivesse corrido em vão.
3 Mas nem mesmo Tito, que estava comigo, embora sendo grego, foi constrangido a circuncidar-se;
4 e isto por causa dos falsos irmãos intrusos, os quais furtivamente entraram a espiar a nossa liberdade, que temos em Cristo Jesus, para nos escravizar;
5 aos quais nem ainda por uma hora cedemos em sujeição, para que a verdade do evangelho permanecesse entre vós.
6 Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa (quais outrora tenham sido, nada me importa; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que pareciam ser alguma coisa, nada me acrescentaram;"

Se fossemos idôneos, honrados e sensatos teríamos condições para usar da liberdade citada por Paulo nos dias atuais.
A maioria não está sabendo utilizar a liberdade de maneira que não provoque escândalo, coisa difícil é alguém saber refrear seus desejos carnais, sensualidade, exibição, sedução, chamar a atenção dos outros e coisas semelhantes a estas.
Santas são as doutrinas e costumes, mas sem entendimento do que se faz não atinge sua eficácia não passando de amaduras de barro e vasos impuros com os corações amargurados e cheios de si mesmo.

O que falta a muitos é uma doutrina com autoridade e prática de vida cristã.

"E todos se maravilharam a ponto de perguntarem entre si, dizendo: Que é isto? Uma nova doutrina com autoridade! Pois ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem!"
Marcos 1:27

A pessoa que não permite ao Espírito mudar totalmente sua vida e remover tal carnalidade não receberá o prêmio de um lar eterno com Deus. Devemos ser transformados de dentro para fora (Romanos 12:1-2).
Precisamos esclarecer os menos esclarecidos e nos dedicar mais aos ensinos.

Em minha vida prefiro optar por usar da minha liberdade para ser escravo de Cristo, assim a liberdade é completa.

Por Daniel Alves Pena

Share this article :

0 comentários:

Acompanhe no Facebook

Postagens Recentes

Autoridade Espiritual

Autoridade espiritual não é algo imputada a alguém, é alguma coisa que se reconhece em alguém, que tem por causa da sua coerência de existência na palavra. Por causa da sua intrepidez na fé, na sua sinceridade no serviço a Deus e ao próximo. Sem isso não adiante ser PHD ou qualquer outro coisa.

Fale com o autor do blog

Original Bíblico para Pesquisas

A Restauração não começou em 1962

CURIOSIDADES SOBRE O VÉU

SAIBA COMO FOI

Nosso Ranking do Brasil

e-clipping sobre Daniel Alves Pena

MENSAGENS

Translate

Receba novos artigos por Email

Inscreva-se em meu Canal no You Tube

A DOUTRINA BÍBLICA DO USO DO VÉU

Pentecostal?

Quantidade de visitas até o momento

Visitantes lendo o Blog agora

Pesquisar neste blog

Código Penal - Decreto-lei 2848/40

Decreto-lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

TOLERANDO A GENTE SE ENTENDE

Clique AQUI e saiba porque

ISSO NÃO SÃO LÍNGUAS ESTRANHAS

CONHEÇA A HISTÓRIA DA OBRA

Clique na imagem para ampliar

Ajuste de Conduta - Magno Malta

Anúncios AdSense

Pois muitos andam entre nós evangélicos

Intolerância Religiosa

LinkWithin

União de Blogueiros Evangélicos

 
Copyright © 2013. Daniel Alves Pena - All Rights Reserved
Template Adpted by Daniel Pweb Published by Daniel Pena
Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa, esses, nada me acrescentaram,antes, pelo contrário, (Gálatas 2.6)