Se o homem não descobriu algo por que morrer, ele não está pronto para viver - Daniel Alves Pena

Assista o novo vídeo de Daniel Alves Pena - [Fechar o vídeo]

Headlines News :
Home » » Se o homem não descobriu algo por que morrer, ele não está pronto para viver

Se o homem não descobriu algo por que morrer, ele não está pronto para viver

Postado por Daniel Pena em quinta-feira, 25 de agosto de 2011 | 22:48

”Se o homem não descobriu algo por que morrer, ele não está pronto para viver” – Martin Luther King


Lucas 14.25 ao 35
“25 Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe:
26 Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.
27 E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.
28 Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar?
29 Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele,
30 Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar.
31 Ou qual é o rei que, indo à guerra a pelejar contra outro rei, não se assenta primeiro a tomar conselho sobre se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil?
32 De outra maneira, estando o outro ainda longe, manda embaixadores, e pede condições de paz.
33 Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo.
34 Bom é o sal; mas, se o sal degenerar, com que se há de salgar?
35 Nem presta para a terra, nem para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”
O maior desafio de um líder é identificar o discípulo, pois no evangelho a pessoa se converte, aprende as palavras certas o comportamento certo e até roupa certa.
A pessoa aparenta ser o que gostaria de ser, mas que na verdade não o é.

O interessante nesta passagem de Lucas 14 é que Jesus estava falando para pessoas que andavam com ele, mas ainda não eram seus discípulos.  Estão próximos, caminham juntos, estão no meio da multidão de seguidores, todos muito parecidos com o que não são.
Jesus sabiamente utiliza de um método infalível para identificar os que se parecem cristão, mas não o são, os que querem ser discipulados, mas não entenderam a proposta por completo, a submissão, abnegação e amor único a Jesus de sobre modo a colocá-lo em maior vantagem sobre todos os outros amores.

Podemos resumir isso em duas palavras, LEALDADE E COMPROMISSO.

O líder que discípula precisa saber que terá que usar não só do conhecimento literário e teológico e sim da prática de vida, o discípulo segue o mestre, mas para isso o mestre precisa estar à frente, mostrando o caminho.

LEALDADE – O líder leal subitamente ira gerar discípulos leais, uma lealdade que gera irmandade, companheirismo e assim nasce o líder espiritual, sendo leal para com o discípulo e para com os demais.
Do contrario o discípulo aprendera a ser desleal com seu mestre e nascera mais um espinheiro invés de um pé de mostarda.

COMPROMISSO – O líder compromissado além de inspirar confiança ira massificar no discípulo a mesma chama.

Para o verdadeiro discipulado precisamos ter alguns cuidados.

COMO IDENTIFICAR O VERDADEIRO DISCIPULO
1 – Nem todos que estão presentes participam ou estão interessados a serem discipulados, estão apenas na multidão.

2 - VERSICULO 26 Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. (Amar a Deus sobre todas a coisas)

3 - VERSICULO  27 E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.(Levar a cruz e seguir Yeshua (Jesus))

4 - VERSICULO 33 Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. (Renuncia)

Observação:
Jesus em suas últimas palavras com seus discípulos poderia beijá-los e dizer, Eu amo vocês, não esqueçam o que eu ensinei, sentirei saudades, mas na verdade as últimas palavras de Yeshua (Jesus) antes de ir para os céus foram: Mateus 28:19.
Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

Por Daniel Alves Pena
Share this article :

0 comentários:

Acompanhe no Facebook

Postagens Recentes

Autoridade Espiritual

Autoridade espiritual não é algo imputada a alguém, é alguma coisa que se reconhece em alguém, que tem por causa da sua coerência de existência na palavra. Por causa da sua intrepidez na fé, na sua sinceridade no serviço a Deus e ao próximo. Sem isso não adiante ser PHD ou qualquer outro coisa.

Fale com o autor do blog

Original Bíblico para Pesquisas

A Restauração não começou em 1962

CURIOSIDADES SOBRE O VÉU

SAIBA COMO FOI

Nosso Ranking do Brasil

e-clipping sobre Daniel Alves Pena

MENSAGENS

Translate

Receba novos artigos por Email

Inscreva-se em meu Canal no You Tube

A DOUTRINA BÍBLICA DO USO DO VÉU

Pentecostal?

Quantidade de visitas até o momento

Visitantes lendo o Blog agora

Pesquisar neste blog

Código Penal - Decreto-lei 2848/40

Decreto-lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

TOLERANDO A GENTE SE ENTENDE

Clique AQUI e saiba porque

ISSO NÃO SÃO LÍNGUAS ESTRANHAS

CONHEÇA A HISTÓRIA DA OBRA

Clique na imagem para ampliar

Ajuste de Conduta - Magno Malta

Anúncios AdSense

Pois muitos andam entre nós evangélicos

Intolerância Religiosa

LinkWithin

União de Blogueiros Evangélicos

 
Copyright © 2013. Daniel Alves Pena - All Rights Reserved
Template Adpted by Daniel Pweb Published by Daniel Pena
Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa, esses, nada me acrescentaram,antes, pelo contrário, (Gálatas 2.6)