O exército que mata os seus feridos - Daniel Alves Pena

Assista o novo vídeo de Daniel Alves Pena - [Fechar o vídeo]

Headlines News :
Home » » O exército que mata os seus feridos

O exército que mata os seus feridos

Postado por Daniel Pena em quarta-feira, 22 de abril de 2009 | 02:01

Deus é dono disso, daquilo e de muito mais.
Como se Deus se preocupasse em dividir os bens nesta terra miserável e pecadora.
Assim o marketing que vemos na televisão, rádio, e em todos os veículos de comunicação arrasta milhares para uma rede, não sei se de pescadores ou de mafiosos.

A cada semana uma novidade é extraída da sã palavra de Deus para ser usada como isca deste peixe que parece estar sedento de algo visível e palpável para curar as feridas de sua alma.

Muitos dos que já foram pescados e fazem parte do hall de membros experimentam a mesmice do dia a dia por falta da essência de um evangelho genuíno.

Após um encontro com o palpável (benção material) se arrastam aos seus Domingos eternos.

Que Deus está presente nas reuniões é mais que evidente. “Onde estiverem dois ou mais…” Prova disso são almas que, pela infinita misericórdia, se convertem em algumas reuniões.
A questão em evidência não trata do fato de Deus estar presente ou não, mas do que poderíamos oferecer de melhor para o nosso Deus.

Cabe a nós não deixar o peixe fugir da rede.

A meta para alcançar novas almas são variadas e distintas em cada denominação, mas em alguns casos, parece não haver muito incentivo para mantê-las na igreja.
No evangelismo pessoal ficamos perplexos ao entregarmos a maioria de nossos folhetos nas mãos de pessoas que já foram cristãs (escaparam da rede).

Cada um explica-se em mágoas com líderes, mal entendidos, etc.
Lá um ou outro se desviou por nada, quando há um, por demais, é raro.
A maioria contesta a maneira como o pastor lhe abordou, discussões por problemas externos, burocráticos, ou até mesmo eclesiásticos.

A igreja parece viver um momento de cada um por si e Deus por todos! O amor, ingrediente indispensável em qualquer convivência, não transmite mais o seu calor no meio de muitos evangélicos.
As lagrimas molham as faces, mas não atingem o coração amargurado.

Vive-se muito em prol de si mesmo.

O irmão caído dificilmente é procurado para uma ajuda, um conselho.
É bem mais fácil “dedurá-lo” ao pastor e lavar suas mãos.

Essas atitudes são tomadas por “santões”, que reservam em segredo seus pecados. Atitudes essas que jogam centenas de almas no mundo diariamente. O povo de Deus parece ser o único exército que mata os seus feridos.

“O irmão ofendido é mais difícil de conquistar que uma cidade forte”. (Provérbios 18:19)

Não estou querendo com minhas palavras desestimular os verdadeiros cristãos que ao ver o erro do irmão age com cautela e com amor e procura ajuda-lo em comum acordo com seu pastor.

Curemos primeiro nossas feridas para não contaminarmos as demais ovelhas.

Por Daniel Alves Pena
Share this article :

0 comentários:

Acompanhe no Facebook

Postagens Recentes

Autoridade Espiritual

Autoridade espiritual não é algo imputada a alguém, é alguma coisa que se reconhece em alguém, que tem por causa da sua coerência de existência na palavra. Por causa da sua intrepidez na fé, na sua sinceridade no serviço a Deus e ao próximo. Sem isso não adiante ser PHD ou qualquer outro coisa.

Fale com o autor do blog

Original Bíblico para Pesquisas

A Restauração não começou em 1962

CURIOSIDADES SOBRE O VÉU

SAIBA COMO FOI

Nosso Ranking do Brasil

e-clipping sobre Daniel Alves Pena

MENSAGENS

Translate

Receba novos artigos por Email

Inscreva-se em meu Canal no You Tube

A DOUTRINA BÍBLICA DO USO DO VÉU

Pentecostal?

Quantidade de visitas até o momento

Visitantes lendo o Blog agora

Pesquisar neste blog

Código Penal - Decreto-lei 2848/40

Decreto-lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

TOLERANDO A GENTE SE ENTENDE

Clique AQUI e saiba porque

ISSO NÃO SÃO LÍNGUAS ESTRANHAS

CONHEÇA A HISTÓRIA DA OBRA

Clique na imagem para ampliar

Ajuste de Conduta - Magno Malta

Anúncios AdSense

Pois muitos andam entre nós evangélicos

Intolerância Religiosa

LinkWithin

União de Blogueiros Evangélicos

 
Copyright © 2013. Daniel Alves Pena - All Rights Reserved
Template Adpted by Daniel Pweb Published by Daniel Pena
Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa, esses, nada me acrescentaram,antes, pelo contrário, (Gálatas 2.6)